O Que Não Vestir em Festas de Casamento

by - março 02, 2010

Coheça os pecados do mundo da moda em se tratando de cerimônia matrimoniais
Foto por AgNews
Para não fazer feio naquela que é tida como uma das festas mais importantes da vida de uma mulher, vale conhecer algumas regrinhas fashion.

1- Confundir o dia com a noite
- É importante ter bastante noção do local, da hora e da data da cerimônia. A partir disso, deve-se escolher a produção. Um vestido usado em um casamento realizado pela manhã, por exemplo, não deve ser o mesmo de um casamento noturno.



2- Curtos à noite
- Os tamanhos curtos são uma tendência europeia, pois lá os casamentos são realizados pela manhã e as mulheres vestem chapéus e modelos mais simples, sem brilho e de comprimento menor.

3- Brilhos pela manhã
- Aqui a regra é bem simples: “brilhou de dia? Então está fora”, brinca Couto. Na realidade é o seguinte: se a cerimônia é matutina, o melhor é evitar os brilhos.
Uma boa opção é apostar nos bordados mais clássicos ou nos paetês foscos, que dão um glamour à produção sem deixá-la exagerada e mantendo a delicadeza da manhã.

4- Bancar a "gostosona"
- Isso mesmo. Você pode ter um corpão ou ter acabado de colocar silicone nos seios. Ainda assim, evite os decotes muito profundos ou os vestidos e saias muito curtos. 

5- Rasteirinhas
- Exceto em casamentos temáticos, como os realizados na praia, o ideal é evitar esses modelitos, por mais fofos que eles sejam.
Para não errar, uma das principais dicas é pensar: ‘o que será que é clássico?’. Definitivamente, rasteirinhas não são calçados clássicos. Por outro lado, isso não quer dizer que os sapatos devem ter saltos altos.
Aqui, dependendo do caso, as sapatilhas também podem ser uma alternativa interessante.

6- Roupas brancas ou muito claras
- Existe uma cartela de cores imensa. Não custa nada a pessoa escolher um tom médio em vez do branco, do cru e do creme, por exemplo.

7- Cores “cheguei” + acessórios + bordados + brilhos + enfeites
- Neste caso, a pessoa deve ter a consciência de que o vestido já basta. Ou seja, tudo bem ela ser madrinha com uma cor “cheguei”, como o rosa-choque, mas então é melhor que ela use acessórios superdiscretos, um penteado simples e sofisticado, evitar os bordados, os brilhos e os enfeites.
Pois é, parece que o excesso também é um pecado nos casamentos.


You May Also Like

9 comentários