Gravidez - Coisas que ninguém te conta

by - fevereiro 09, 2018

O que aprendi durante a gestação e que ninguém me contou

Eu nunca fui o tipo de pessoa maternal, então quando descobri minha gravidez eu passei por um processo muito louco até aceitar o que estava acontecendo comigo.

A primeira coisa que veio na minha cabeça foi, O QUE EU VOU FAZER DA VIDA? Eu tinha uma vida muito corrida de viagens por motivo de trabalho e eu amava demais aquela vida. E eu não tinha realmente o desejo de gerar um serzinho e por aí vai.

Após eu passar pelo processo de confirmar a gravidez com certeza, entender e aceitar foi uma jornada interior, depois veio a jornada exterior.

Acontece que toda vez que eu contava para alguém da minha gravidez eu recebia aquele sorrisão seguido de uma parabenização que não estava indo de encontro ao que eu estava realmente sentindo.

Esse processo foi até o momento que eu ouvi o coração da minha bebê bater pela primeira vez, bom nesse momento eu entendi a seriedade da mudança em minha vida e o amor que estava crescendo dentro de mim. Maior do que o amor era o instinto de proteção muito inexplicável.

Bom durante a gravidez eu via as minhas amigas dizendo que estavam amando os chutinhos, a barrigona, o cabelo, se acham lindas e por aí vai, e eu...

Minha cara gestante eu coloquei algo muito claro dentro de mim depois de muito penar, e eu digo por mais ou menos um 5 meses eu me massacrava com todos os sentimentos loucos da gravidez que todos no mundo amavam, menos eu, então irei compartilhar abaixo tudo que coloquei dentro de mim para viver melhor e feliz nesse período difícil.

  •  Está tudo bem se você detestar estar grávida, isso não faz você amar menos o seu bebê;
  • Está tudo bem você não querer ninguém tocando sua barrigona;
  • Está tudo bem não querer mostrar a barrigona por aí;
  • Está tudo bem você não querer fazer um book fotográfico do tamanho do universo;
  • Está tudo bem sentir-se sozinha no mar de emoções gerados pela bomba hormonal no qual seu corpo está se formando;
  • Está tudo bem chorar sem motivo nenhum ou por todos os motivos do mundo, sejam eles o pote da margarina aberto ou o cachorro que morreu no filme ou só porque deu vontade, você não é ingrata ao universo só por isso;

E acima de tudo,
  • Está tudo bem levar um tempinho a se acostumar com a idéia da gravidez, vá no seu tempo. Sim o bebê não tem culpa e sente tudo, mais tudo irá se encaixar;
  • A culpa faz parte da vida de toda mãe, culpa por demorar um pouco mais a curtir a gravidez, culpa por precisar tomar o café todo dia enquanto todos dizem que irá fazer mal ao bebê e etc;
  • Está tudo bem você achar que o chutinho doem muito, embora eles são sinal de que está tudo bem, mas dói mesmo;
  • Está tudo bem ficar super triste com o novo formato do corpo, as dores, o cansaço físico, os esquecimentos e por ai vai, mas lembre-se isso passa;
  • Está tudo bem ter pavor da hora do parto, isso depois se transforma em coragem;
  • Está tudo bem ter medo de não ser boa o suficiente para o seu bebê. Acho que todas as mães sentem isso.

Bom quero te dizer que você não está sozinha não. Eu passei por tudo isso e muito mais que não dá nem para descrever com palavras, mas minha amiga gestante tudo isso passa.

E você será a melhor mãe que seu bebê poderá ter, não se preocupe tudo irá se encaixar e entrar nos eixos.

Beijos com muito carinho e solidariedade!



You May Also Like

2 comentários